Histórico

 

 

 

 

 

 

 

 

O objetivo da empresa é utilizar o teatro como ferramenta pedagógica, abordando temas relevantes como: meio-ambiente, convívio escolar, literatura infantil, educação de valores e folclore brasileiro. Sempre com o enfoque na forma artística, sem um didatismo evidente ou depreciativo.

 

Atualmente, é um dos grupos mais atuantes no Estado de São Paulo, com presença em mais de 90 cidades. São mais de 1400 estabelecimentos já atendidos entre escolas particulares e públicas. Já trabalhou junto a grandes escolas como Visconde de Porto Seguro, Mackenzie, Santa Marcelina, Liceu Salesiano (Campinas, Sorocaba, Jaú), São José Agostiniano além de cerca de 60 Centros Educacionais do SESI.

 

O Projeto Responsa, da Paca Tatu Produções, surgiu da necessidade de desenvolver um trabalho semelhante junto aos alunos do Fundamental 2 e do Ensino Médio. Conta hoje com 2 espetáculos “Quanto vale o seu RISO?” que aborda a problemática do Bullying e “Véi...na boa!” onde o foco principal são os valores na adolescência.

 

Além de sua atuação em escolas, a Paca Tatu Produções também atende eventos empresas e Secretarias de Educação, Cultura e Turismo de algumas cidades e diversas unidades do SESC e SESI.

 

A empresa tem 5 espetáculos credenciados pelo PROART, da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de São Paulo, onde já realizou mais de 50 apresentações em CEU’s na cidade de São Paulo.

 

O Grupo também teve 2 de seus espetáculos selecionados pelo “Circuito Cultural Paulista 2014”, onde vem realizando diversas apresentações em cidades do Interior do Estado.

 

 

 

Diretor Artístico
 

Mateus Faconti

Função: Diretor, Dramaturgo e Cenógrafo

DRT: 23.968-SP

 

Desde 1996 é autor e diretor da Paca Tatu Produções com a qual já realizou vinte montagens. A Paca Tatu é,atualmente, uma das empresas de teatro mais atuantes no Estado de São Paulo, com presença em mais de 90 cidades. São mais de 1400 estabelecimentos já atendidos entre SESC’s, SESI’s, Secretaria do Estado da Cultura, Secretarias Municipais de Cultura, Turismo e Educação e escolas particulares e públicas. Realiza, em média, sessenta apresentações mensais,em diversas cidades e conta, simultaneamente, com até três núcleos de elenco.   

                           

 A Paca-Tatu Produções foi criada em 1996, pelo diretor teatral Mateus Faconti e pela pedagoga Samira Ribeiro, fruto de um estudo dentro da Universidade Federal de São Carlos.

Iniciou suas atividades na cidade de Santos-SP, onde esteve sediadaaté o ano de 2011.

 

Em 1997 fundou com Victor Nóvoaa Cia. de Teatro Orangotango onde produziu, escreveu e dirigiu os espetáculos:

“A Invenção de Acubaldo e os Mitos da Floresta”, “Café com Bonifácio” e “Icanga, O Sonho de Um Tupinambá” (Prêmio Estímulo Carlos Miranda/99 da Secretaria do Estado da Cultura e Prêmio de Melhor Cenógrafo no 42° FESTA -Festival de Santista de Teatro) e “Responsa” (Prêmio Estímulo Carlos Miranda/05)

 

Trabalhou, também, como assistente de direção de Neyde Veneziano na montagem “Uma Lição Dura Demais”, de Perito Monteiro.

 

Em sua formação, Mateus Faconti participou de mais de 30 cursos em diferentes áreas:como direção , construção e manipulação de bonecos, interpretação, dramaturgia e  improvisação,  destacando-se: Senda ( Seminário Permanente de  Dramaturgia  do  Arena )- Sob coordenação de Chico de Assis e um trabalho de pesquisa sobre teatro improvisacional, com mais de 400 horas, coordenado por Roberto Mallet.

 

Ministrou pela Secretária do Estado da Cultura, através da Oficina Regional Cultural Pagú, as oficinas: “Verso e Cena” e “Gesto e Signo”.

 

Integrou o Júri da mostra Primeiros Passos do 46° FESTA e da Categoria Monólogo do 9° FESCETE.          
Foi também diretor e fundador do Teatro do Pé, no qual dirigiu os espetáculos “Argumas de Patativa”, o qual recebeu mais de 50 prêmios em festivais regionais, estaduais e nacionais, além de participar da mostra oficial do Festival Internacional de Porto Alegre ; e o espetáculo “Ventos Caiçaras” contemplado com o Proac –Circulação/2009.

 

Em 2011, criou o Projeto Responsa, pelo qual dirigiu a peças “Quanto Vale o seu Riso?” e “Véi...na Boa!”  que, juntas, já atingiram um público de mais de 1000.000 espectadores.